Seis empresas disputam a licitação da Avenida Guilherme Giorgi







Construção do trecho da Avenida Guilherme Giorgi está orçada em R$ 127 milhões / Foto: Arquivo




Quatro empresas e dois consórcios foram pré-qualificados pela Comissão Municipal Permanente de Licitação (CPML) da Prefeitura de Mogi das Cruzes na disputa para a construção do trecho da Avenida Guilherme Giorgi, chamado de Corredor Leste/Oeste. A nova via fará a ligação entre os distritos de Jundiapeba e Braz Cubas. A definição da vencedora deve acontecer em fevereiro de 2015. O custo da obra pode chegar a R$ 127 milhões.

A publicação do edital ocorreu no Diário Oficial da União do dia 17 de dezembro. Segundo a CPML, os consórcios HFTB Mogi Viário (Heleno e Fonseca Construtécnica S/A e Toniolo Busnello S/A Túneis Terraplanagem e Pavimentações) e Mogi Vias (Técnica Construções S/A e Convap Engenharia e Construções Ltda) e as empresas Carioca Christiani-Nielsen Engenharia S/A, Construtora OAS, Mendes Junior Trading e Engenharia S/A e Construcap-CCPS Engenharia e Comércio S/A foram pré-qualificados nesta primeira fase.

As mais de 10 outras empresas e consórcios candidatos à obra têm prazo de cinco dias úteis, a contar a partir da publicação no Diário Oficial da União, para apresentar recursos e contra recursos junto à Administração Municipal.

A pré-qualificação consiste na análise da regularidade fiscal dos participantes, a avaliação econômica e a qualificação técnica dos pleiteantes à licitação. Na parte fiscal é verificado se o licitante não possui dívidas tributárias ou trabalhistas com as fazendas municipais, estaduais e federal. Na análise econômica, são observados balanços e índices de liquidez. Por fim, na parte técnica, são analisados os atestados que comprovem experiências anteriores em obras deste porte. (Lucas Meloni)

Comente com o Facebook: