Pulverização no Real Park Tiete Mogi




Nesta época do verão, vemos muitos moradores reclamando da Associação em razão do mato e do entulho nos terrenos vizinhos e nas áreas de uso comum, acreditando ser este o motivo...


...da grande quantidade de mosquitos no Real Park Tietê. Olhando a matéria anexa, iremos aprender entre outras coisas, que quem suga o sangue é o pernilongo fêmea, e que o pernilongo SOMENTE se reproduz em áreas onde há a presença de água, ou seja, o mato e o entulho em terrenos vizinhos causam outros problemas, mas não é o motivo da proliferação de mosquitos. Ai fica a pergunta: Porque em nosso residencial existe tanto pernilongo ? O Real Park Tietê foi construído em uma área de manancial, ou seja, para construção do residencial a incorporadora Brookfield aterrou toda a área do residencial que fazia parte da várzea do Rio Tietê, com mais de 1,5 mts. (um metro e meio) de altura de terra, assim sendo, além de acabar com um piscinão natural (várzea), o que contribui para o alagamento de toda a região na época das chuvas, o referido aterro praticamente dizimou milhares de sapos e rãs que viviam nesta região antes alagada, e com a extinção dos milhares sapos e rãs que são os predadores naturais dos pernilongos, houve um desequilíbrio ambiental na região, que vem causando a super-população de pernilongos em nosso residencial. Como se não bastasse, o residencial está localizado ao lado de um pântano (várzea), que é o remanescente da várzea do Rio Tietê, cujo local é o berçário natural dos pernilongos. Diante desta realidade, ao invés de ficarmos exigindo constantes aplicações de veneno nas ruas, cuja prática não resolve o problema e somente serve para poluir o meio ambiente, bem como para criar novas populações de pernilongos ainda mais resistentes ao veneno, cabe a nós moradores, que na verdade somos os "invasores" desta região de várzea, aprendermos a conviver com os pernilongos, instalando telas nas portas e janelas, assim como fazem os moradores das regiões pantanosas da Flórida nos Estados Unidos, caso contrário, ficaremos brigando com tudo e com todos por motivos diversos, e que certamente não resolverão o problema dos pernilongos, pois a cada verão este é o custo que teremos que pagar por termos escolhido viver mais próximos da natureza

Comente com o Facebook: